Dúvidas gerais

 

  • Gostaria de saber mais informações sobre o Programa de Assistência Estudantil (PAE) e como fazer para participar.

    Para mais informações sobre o Programa de Assistência Estudantil, o candidato deve entrar em contato com a CGAE/CAE do campus onde pretende estudar. Clique para ver os contatos de todos os nossos campi.

  • Quando e onde podem ser feitas as inscrições para conseguir uma bolsa e qual é o valor ofertado?

    Para mais informações a respeito de bolsas e demais auxílios, o candidato deve entrar em contato com a CGAE/CAE do campus onde pretende estudar. Clique para ver os contatos de todos os nossos campi.

  • Há alojamentos nos campi? Quem pode usufruir desse benefício?

    O IFC oferece Moradia Estudantil nos campi de Araquari, Camboriú, Concórdia, Rio do Sul (Sede) e Santa Rosa do Sul. Os estudantes aprovados nos cursos técnicos de Agropecuária, Agroecologia e Alimentos podem concorrer a uma das vagas de moradia nos locais que ofertam esse benefício. O interessado deve entrar em contato diretamente com o campus de interesse. Veja mais sobre Moradia Estudantil aqui.

(mais…)


Matrículas

 

  • Qual é a documentação que se deve apresentar para realizar matrícula nos cursos do IFC?

    A documentação necessária para realizar matrícula está descrita no item DAS MATRÍCULAS no edital do processo seletivo.

  • Em qual data deve-se entregar os documentos para matrícula exigidos no edital?

    A documentação deve ser levada no ato da matrícula, na secretaria acadêmica do campus onde o candidato estudará. A data para efetivação da matrícula é definida pelo cronograma do edital do processo seletivo, no Portal de Ingresso (www.ingresso.ifc.edu.br).

  • No caso de candidato menor de idade, é necessário que os pais ou o responsável esteja(m) presente(s) no momento da matrícula?

    O candidato que tiver, no ato da matrícula, idade inferior a 18 anos, deve estar acompanhado do pai, da mãe ou do responsável, ressalvado o caso de Procuração Indireta.
    A Procuração Indireta é o documento em que o pai, a mãe ou o responsável designa um terceiro, com idade de 18 anos ou mais, para a tarefa de realizar a matrícula do candidato menor de idade. Um modelo de Procuração Indireta estará disponível no Portal de Ingresso e deverá ser entregue, pelo procurador, juntamente à documentação do candidato necessária para realizar a matrícula.

  • É obrigatória a presença do candidato menor de idade no momento da matrícula?

    Não é obrigatória a presença do menor de idade no momento da matrícula.

  • Em caso de o candidato maior de idade não poder comparecer para realizar sua matrícula, como ele deve proceder?

    O candidato que tiver, no ato da matrícula, idade de 18 anos ou mais e não puder comparecer à matrícula deverá preencher o formulário de Procuração Direta.
    A Procuração Direta é o documento em que o candidato, com idade de 18 anos ou mais, designa um terceiro, também com idade de 18 anos ou mais, à tarefa de fazer a matrícula. Um modelo de Procuração Direta estará disponível no Portal de Ingresso (www.ingresso.ifc.edu.br) e deverá ser entregue, pelo procurador, junto à documentação do candidato necessária para realizar a matrícula.

  • A procuração direta e/ou indireta pode ser digitalizada com a assinatura do candidato?

    A procuração apresentada no momento da matrícula pode ser digitalizada.

  • O candidato aprovado no processo seletivo que não tiver Carteira de Identidade e/ou CPF poderá fazer sua matrícula?

    No ato da matrícula, na falta destes documentos, eles podem ser substituídos por outro documento oficial de identificação com foto, desde que contenha o número do RG e do CPF, ficando o candidato obrigado a apresentar o RG na Secretaria Acadêmica do campus onde está matriculado até o final do semestre letivo em curso.

  • Onde é possível encontrar os formulários solicitados no momento da matrícula?

    Todos os formulários solicitados para matrícula estão disponíveis na página do processo seletivo, no Portal de Ingresso.

  • O candidato aprovado no processo seletivo que não tiver algum dos documentos necessários para efetuar a matrícula perderá sua vaga ou poderá fazer a matrícula de alguma forma?

    No ato da matrícula, caso o candidato não disponha de algum dos documentos (exceto RG, CPF e a documentação das Ações Afirmativas – cotas –, que devem ser apresentados no ato da matrícula, salvo apresentação de Boletim de Ocorrência de perda ou furto), será redigido e assinado um termo de matrícula condicional, no qual o candidato, ou seu responsável legal, se comprometerá a entregar a documentação restante até prazo definido no edital do processo seletivo.
    Caso o candidato não atenda aos prazos estabelecidos no edital do processo seletivo, este terá sua matrícula cancelada automaticamente, e a vaga não ocupada poderá ser ofertada a outro candidato.
    Verifique atentamente o edital do processo seletivo para saber mais a respeito da matrícula condicional.

  • O que é manifestação presencial e como ela funciona nos processos seletivos dos cursos subsequentes?

    Após serem realizadas algumas chamadas para matrícula, caso não sejam preenchidas todas as vagas do processo seletivo referente aos cursos subsequentes ao ensino médio, publica-se uma nova chamada que consiste em uma manifestação presencial de interesse nas vagas disponibilizadas e matrícula para os candidatos aprovados nesta manifestação presencial.

    Para a manifestação, são convocados todos os candidatos classificados no processo seletivo, obedecendo-se ao Sistema de Ações Afirmativas. Os candidatos deverão se apresentar no campus, em data e horário definidos no cronograma do edital do processo seletivo, munidos da documentação constante no item DAS MATRÍCULAS do edital do processo seletivo, pois poderão ocorrer as seguintes situações:

    • • O número de interessados é menor ou igual ao número de vagas disponíveis: neste caso, os presentes serão todos matriculados pela ampla concorrência.
    • • O número de interessados é maior do que o número de vagas disponíveis: neste caso, os presentes serão matriculados conforme sua classificação na convocação de matrícula e conforme sua opção dentro do Sistema de Ações Afirmativas. Caso algum candidato não efetive sua matrícula, serão chamados os próximos candidatos presentes na manifestação presencial, de acordo com a sua classificação e o número de vagas disponíveis. Os interessados que se manifestaram presencialmente e que não forem matriculados formarão um cadastro de reserva.

    O cadastro de reserva consistirá em listas de classificação, formadas pelos candidatos presentes na manifestação presencial e que não foram matriculados, podendo ser convocados para preenchimento de vagas que surgirem até um mês após o início das aulas.
    O não comparecimento do candidato na manifestação presencial implica a desistência da vaga e faculta ao IFC a convocação de outros candidatos.

  • O que é manifestação presencial e como ela funciona nos processos seletivos dos cursos de graduação?

    Nos processos seletivos para os cursos de graduação, após serem realizadas algumas chamadas para matrícula, caso não sejam preenchidas todas as vagas do processo seletivo, publica-se uma nova chamada que consiste em uma manifestação presencial de interesse nas vagas disponibilizadas e matrícula para os candidatos aprovados nesta manifestação presencial.
    Para a manifestação, serão convocados todos os candidatos inscritos na lista de espera repassada pela Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação – SESu/MEC –, obedecendo-se ao Sistema de Ações Afirmativas.

    O candidato deverá manifestar-se presencialmente no campus de oferta do curso para o qual foi aprovado, em data, local e horário definidos edital do processo seletivo. Caso o candidato não possa comparecer à manifestação presencial, ele poderá designar um terceiro, por meio de procuração simples (modelo disponível em www.ingresso.ifc.edu.br), com idade de 18 anos ou mais para representá-lo.
    No momento da manifestação presencial, os candidatos deverão apresentar documento de identificação oficial e CPF. O representante designado por procuração pelo candidato deverá apresentar seu documento de identificação oficial e CPF (original), bem como o documento do candidato (poderá ser apresentado documento original do candidato ou cópia autenticada em cartório). Nesse momento, o candidato, ou o seu representante, assinará uma lista de presença e receberá um comprovante referente à manifestação de interesse.
    Com relação à manifestação presencial, poderão ocorrer as seguintes situações:

    • • O número de interessados é menor ou igual ao número de vagas disponíveis: neste caso, os candidatos que manifestaram interesse deverão comparecer ao campus para serem matriculados pela ampla concorrência em datas definidas no edital do processo seletivo.
    • • O número de interessados é maior do que o número de vagas disponíveis: neste caso, os candidatos que manifestaram interesse deverão comparecer para serem matriculados conforme sua classificação na lista de espera do Sisu e conforme sua opção dentro do Sistema de Ações Afirmativas em datas definidas no edital do processo seletivo. Os interessados que não forem matriculados formarão um cadastro de reserva, e, caso algum candidato não efetive sua matrícula ou haja alguma desistência, serão chamados os próximos candidatos presentes na manifestação presencial, de acordo com a sua classificação e o número de vagas disponíveis.

    O cadastro de reserva consistirá em listas de classificação, formadas pelos candidatos presentes na manifestação presencial e que não foram matriculados, os quais poderão ser convocados para preenchimento de vagas que surgirem até um mês após o início das aulas.
    O não comparecimento do candidato na manifestação presencial implica a desistência da vaga e faculta ao IFC a convocação de outros candidatos.

  • Um estrangeiro pode participar dos processos seletivos do IFC? Qual a documentação necessária para ele se matricular caso seja aprovado?

    Os estrangeiros podem se inscrever e participar dos processos seletivos do IFC, mas, para isso, terão de informar seu número de CPF. Para a matrícula, além dos documentos regulares descritos no edital do processo seletivo, os candidatos procedentes de outros países deverão apresentar fotocópia da cédula de identidade de estrangeiro (RNE) e/ou outro documento comprobatório com validade nacional, inclusive visto de permanência no Brasil, assim como os devidos comprovantes de escolaridade exigidos, os quais já deverão ter sido previamente reconhecidos, a nível nacional, pelas instituições responsáveis. O mesmo vale para os nacionais que cursaram ensino fundamental no exterior.
    O candidato deverá procurar o consulado do Brasil, no seu país de origem ou no país no qual está residindo, para consularizar o documento e, posteriormente, solicitar reconhecimento da documentação comprobatória de conclusão do ensino fundamental e/ou médio (histórico e diploma) na Secretaria de Estadual de Educação.

(mais…)


Transferência

 

  • Estudo em outra instituição e desejo transferir meu curso para o IFC. Como devo proceder?

    Os processos de transferência externa para os cursos do IFC são realizados por meio de editais de transferência. Estes editais são publicados no Portal de Ingresso. Para saber como se inscrever e conhecer as normas do processo, leia o edital na íntegra.

  • Estudo no IFC mas desejo transferir meu curso para outro curso/campus do IFC. Como devo proceder?

    Os processos de transferência interna para os cursos do IFC são realizados por meio de editais de transferência. Estes editais são publicados no Portal de Ingresso. Para saber como se inscrever e conhecer as normas do processo, leia o edital na íntegra.

  • O que é transferência externa?

    Transferência externa é aquela em que o candidato vem de outra instituição para o IFC.

  • O que é transferência interna?

    Transferência interna é aquela em que o candidato vem de outro curso do próprio IFC.

  • Quem pode se inscrever nos processos de transferência interna?

    Para transferência interna, poderão se inscrever alunos regularmente matriculados em cursos do Instituto Federal Catarinense, independentemente do campus.

  • Quem pode se inscrever nos processos de transferência externa?

    Para transferência externa, poderão se inscrever alunos regularmente matriculados em cursos de outras instituições de ensino públicas ou particulares.

  • Quais os documentos necessários para se inscrever nos processos de transferência?

    A documentação necessária para realizar a inscrição, quando se tratar transferência externa (cópias sempre acompanhadas das originais – não necessitando serem autenticadas), é a seguinte:

    • • Fotocópia da Carteira de Identidade do interessado. Se o interessado tiver idade inferior a 18 anos, será exigida a fotocópia da Carteira de Identidade do pai/mãe ou responsável.
    • • Fotocópia do Histórico Escolar da instituição de origem.
    • • Programa ou plano de ensino das disciplinas cursadas.
    • • Atestado de matrícula ou de seu trancamento na instituição de origem.

    A documentação necessária para realizar a inscrição, quando se tratar de transferência interna, (cópias sempre acompanhadas dos documentos originais, não havendo necessidade de autenticação), é a seguinte:

    • • Fotocópia da Carteira de Identidade.
    • • Histórico Escolar fornecido pelo curso/campus de origem.
    • • Atestado de matrícula ou de trancamento no IFC.

(mais…)


Ingresso

 

  • Como faço para ingressar em um curso superior de Bacharelado, Licenciatura ou Tecnologia?

    O ingresso para todos os cursos de graduação do IFC é feito pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para participar do Sisu, é necessário que o candidato tenha feito o Enem do ano em curso e que, após realizar essa prova, se inscreva no site http://sisu.mec.gov.br/.
    Caso sobrem vagas no processo de seleção pelo Sisu, o IFC publica, em seu Portal de Ingresso, editais de processo seletivo para as vagas não ocupadas ou editais de processo para formação de cadastro de reserva. Nestes casos, a seleção é feita por meio da análise do histórico escolar do candidato.

  • Como faço para ingressar em um curso técnico integrado ao ensino médio?

    O ingresso para todos os cursos técnicos integrados ao ensino médio do IFC é feito por meio de uma prova: o Exame de Classificação. O edital, com todas as informações a respeito do processo, é publicado no Portal de Ingresso do IFC entre os meses de julho e agosto, período em que também ocorrem as inscrições.
    Caso sobrem vagas neste processo de seleção, o IFC publica, em seu Portal de Ingresso, editais de processo seletivo para as vagas não ocupadas. Nestes casos, a seleção é feita por meio de sorteio público.

  • Como faço para ingressar em um curso técnico subsequente ao ensino médio ou em um curso técnico concomitante ao ensino médio?

    O ingresso para todos os cursos técnicos subsequentes e concomitantes ao ensino médio do IFC é feito por meio de sorteio público. O edital, com todas as informações a respeito do processo, é publicado no Portal de Ingresso do IFC em maio (para os cursos que iniciam no segundo semestre) e em setembro (para os cursos que iniciam no primeiro semestre), período em que também ocorrem as inscrições.
    Caso sobrem vagas neste processo de seleção, o IFC publica, em seu Portal de Ingresso, editais de processo seletivo para as vagas não ocupadas. Nestes casos, a seleção também é feita por meio de sorteio público.

  • Quando são publicados os editais de processos seletivos?

    Os editais para os processos seletivos geralmente são publicados conforme a tabela:

    Tipo de Processo Seletivo
    Tipo de Curso
    Nível de Ensino
    Mês de Publicação

    Edital Regular

    Técnico Subsequente e Concomitante

    Médio (Cursos Técnicos)

    Maio (para ingresso no 2º semestre letivo).

    Setembro (para ingresso no 1º semestre letivo).

    Edital de Vagas não Ocupadas

    Técnico Subsequente e Concomitante

    Médio (Cursos Técnicos)

    Janeiro a Março (para ingresso no 1º semestre letivo).

    Julho e Agosto (para ingresso no 2º semestre letivo).

    Edital Regular

    Técnico Integrado

    Médio (cursos técnicos juntamente ao ensino médio)

    Julho

    Edital de Vagas não Ocupadas

    Técnico Integrado

    Médio (cursos técnicos juntamente ao ensino médio)

    Janeiro a Março

    Edital Regular

    Sisu – Cursos de Graduação

    Superior

    Dezembro

    Edital de Cadastro de Reserva

    Sisu – Cursos de Graduação

    Superior

    Janeiro (para ingresso no 1º semestre letivo).

    Junho (para ingresso no 2º semestre letivo).

    Edital de Vagas não Ocupadas

    Sisu – Cursos de Graduação

    Superior

    Janeiro a Abril (para ingresso no 1º semestre letivo).

    Durante o primeiro semestre (para ingresso no 2º semestre letivo).

  • Qual a diferença entre edital de cadastro de reserva e edital de vagas não ocupadas?

    O edital de vagas não ocupadas é publicado quando sobram vagas dos processos seletivos regulares. Nestes editais são informadas quantas vagas disponíveis há para cada um dos cursos ofertados. Já o edital de cadastro de reserva não informa o número de vagas disponíveis. Este edital divulga apenas os cursos ofertados e os candidatos inscritos compõem uma lista de classificação. Caso surjam vagas em algum dos cursos ofertados no edital e não haja mais candidatos para serem chamados pelos editais dos processos seletivos regulares, neste caso são chamados os candidatos inscritos no cadastro de reserva.

  • Como faço para me inscrever nos processos seletivos?

    A forma de inscrição em cada um dos processos seletivos é definida em edital publicado no Portal de Ingresso. Para alguns processos seletivos, a inscrição é feita via sistema online, e, para outros processos, o candidato deve entregar a ficha de inscrição preenchida na secretaria acadêmica do campus onde pretende estudar. É o edital do processo seletivo que define qual será a forma de inscrição.

  • Qual é o índice de candidato por vaga dos cursos do IFC?

    Os índices de candidato por vaga dos cursos estão disponíveis no Portal de Ingresso, selecionando o tipo de curso desejado.

(mais…)


Ações Afirmativas (Cotas)

 

  • O que é o sistema de Ações Afirmativas?

    Ações afirmativas são políticas públicas feitas com o objetivo de corrigir desigualdades presentes na sociedade, acumuladas ao longo de anos, mais conhecidas como cotas. Nos processos seletivos, o IFC segue o que está estabelecido na Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012, com relação à oferta de vagas pelo sistema de Ações Afirmativas.

  • Qual o percentual das vagas destinado para as ações afirmativas (cotas)?

    Estas informações estão disponíveis nos editais dos processos seletivos, publicados no Portal de Ingresso.

  • Quem tem direito de se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Escola Pública?

    Podem se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Escola Pública:

    • • no caso dos cursos superiores de Bacharelado, Licenciatura ou Tecnologia, os candidatos que tenham cursado e concluído o ensino médio integralmente em escolas públicas.
    • • no caso dos cursos técnicos integrado, subsequente e concomitante ao ensino médio, os candidatos que tenham cursado e concluído o ensino fundamental integralmente em escolas públicas.
  • O candidato que estudou em escola privada com bolsa de estudos, parcial ou integral, pode se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Escola Pública?

    Os candidatos que cursaram qualquer período na escola privada, mesmo com bolsa parcial ou integral, ou que cursaram disciplinas isoladas na rede privada de ensino não podem se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Escola Pública.

  • Quem tem direito de se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Baixa Renda?

    Podem se inscrever/matricular, na Ação Afirmativa de Baixa Renda, os candidatos que comprovarem renda familiar bruta igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo per capita. Para atendimento desta situação, deve-se considerar:

    • • Família: a unidade nuclear composta por uma ou mais pessoas, eventualmente ampliada por outras pessoas que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar, todas moradoras em um mesmo domicílio;
    • • Morador: a pessoa que tem o domicílio como local habitual de residência e nele reside na data de inscrição do estudante no processo seletivo da instituição federal de ensino;
      Renda familiar bruta mensal: a soma dos rendimentos brutos auferidos por todas as pessoas da família, calculada na forma do disposto no Art. 7º da Portaria Normativa nº 18/2012 do MEC.
    • • O valor do salário-mínimo é definido anualmente em decreto publicado no mês de dezembro. Para o ano de 2017, ele está definido em R$937,00. Desta forma, 1,5 salário-mínimo equivale a R$1.405,50.
    • • Para saber se um candidato atende ao requisito da Baixa Renda, ele deve somar a renda mensal bruta de todos os membros da família dos últimos três meses, dividir esse valor por três e, em seguida, dividir pelo número de pessoas da família. O resultado deve ser igual ou menor que R$1.405,50.
    • • Esta é apenas uma simulação. Para verificar corretamente se você atende ao requisito da Baixa Renda, leia atentamente o edital do processo seletivo. O que é considerado renda familiar, bem como a documentação necessária para comprovação de renda estão definidos no Anexo I do edital do processo seletivo.
  • Quem tem direito de se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Pretos, Pardos e Indígenas (PPI)?

    Podem se inscrever/matricular, na Ação Afirmativa de Pretos, Pardos e Indígenas (PPI), os candidatos que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas por meio de Autodeclaração Étnico-Racial.

  • Quem tem direito de se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Pessoa com Deficiência (PcD)?

    Podem se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Pessoa com Deficiência (PcD):

    • • as pessoas que têm impedimento de longo prazo de natureza física, mental intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas, conforme artigo 2º da Lei nº 13.146, de 06 de julho de 2015.
      a pessoa com transtorno do espectro autista, de acordo com art. 1º, § 2o da Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012.
    • • O candidato inscrito nesta Ação Afirmativa deverá apresentar laudo médico ou formulário PcD preenchido (disponível no Portal de Ingresso), atestando que ele se enquadra no art. 4º do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, atualizado pelo art. 5º, § 1º, inciso I, do Decreto nº 5.296, de 02 de dezembro de 2004 OU no art. 1º, § 1º, incisos I e II, e § 2º, da Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012.
  • Quem tem direito de se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Agricultura Familiar?

    Podem se inscrever/matricular, na Ação Afirmativa de Agricultura Familiar, os candidatos oriundos da atividade agrícola. O candidato deverá apresentar os seguintes documentos no momento da matrícula:

  • Quem tem direito de se inscrever/matricular na Ação Afirmativa de Docentes de Escola Pública?

    Podem se inscrever/matricular, na Ação Afirmativa de Docentes de Escola Pública, os candidatos que comprovarem atuação como docente, em algum momento (passado ou presente), na Rede Pública de Ensino. O candidato deverá apresentar os seguintes documentos no momento da matrícula:

    • • Portaria de nomeação; ou
      • Identificação Funcional; ou
      • Declaração, em papel timbrado, carimbada e assinada, da instituição atestando o vínculo; ou
      • Outro documento equivalente.
    • Esta é uma Ação Afirmativa própria do IFC para os cursos superiores de Licenciatura, regulamentada pela Resolução nº 037 – CONSUPER/2016

(mais…)


Processo seletivo dos cursos de graduação (Enem/Sisu)

 

 

  • Posso me inscrever no Sisu do ano corrente com o resultado do Enem de anos anteriores?

    Para se inscrever no Sisu, o candidato deve ter feito o Enem do ano em curso. Não são aceitos os resultados do Enem de anos anteriores.

  • É possível ingressar num curso de graduação do IFC sem ser pelo Sisu?

    O ingresso para os nossos cursos de graduação é feito pelo Sisu. Porém, quando sobram vagas deste processo seletivo, são publicados editais de cadastro reserva ou de vagas não ocupadas. O processo de seleção, nestes casos, é feito pela análise do histórico escolar do ensino médio.

  • Não fui aprovado na primeira chamada. Estou automaticamente inscrito para a segunda chamada?

    Não. Para participar da lista de espera do Sisu (segunda chamada), é necessário indicar isso formalmente no próprio endereço do Sisu na web, acessando o boletim individual e indicando o interesse na lista. Caso tenha sido aprovado(a) e/ou matriculado(a) num curso indicado como 2ª opção, é possível concorrer à vaga do curso que foi indicado como 1ª opção em sua inscrição. Porém, fique atento aos prazos para fazer sua inscrição.

  • Onde posso ver a relação de candidatos inscritos na lista de espera?

    Ela pode ser visualizada no Portal de Ingresso.

  • O IFC aceita Prouni?

    As bolsas do Prouni são para as instituições privadas de educação superior. Como o IFC é uma instituição de ensino pública federal, não temos Prouni.

(mais…)